Lançamento do SDK do Windows Embedded 8 Handheld

A primeira década deste século viu chegar os primeiros smartphones, tendo o nº de escolhas para os consumidores e empresas aumentado progressivamente, até à omnipresença que hoje conhecemos.


A Microsoft foi das primeiras empresas a disponibilizar equipamentos desse tipo, com ou sem ecrã tátil, uns mais orientado a consumidores e outros a empresas, o que lhe permitiu gozar de algum sucesso em alguns mercados, até ao lançamento dos primeiros iPhone.


Se a oferta da Microsoft para o mercado de consumo rapidamente definhou, sendo o Windows Phone 6.5 lançado em 2010 a última versão do sistema operativo, no mercado profissional dos terminais robustos continuam a ser lançados novos modelos naquele que é agora conhecido como Windows Embedded Handheld 6.5, WEH 6.5 daqui em diante. O WEH 6.5 parte do Windows Phone 6.5.3, e continua a ser uma excelente plataforma para aplicações Line of Business, contando com um ambiente e experiência de desenvolvimento que não obstante ter mais de 5 anos (continua  a ser requerido o Visual Studio 2008 para desenvolver para a .NET Compact Framework 3.5), apresenta ainda muitas vantagens sobre plataformas móveis mais recentes. A título de exemplo, o WEH 6.5 é a única plataforma móvel que conta com verdadeiros motores de base de dados, como SQL Server Compact, IBM DB2, Oracle Lite, Sybase ASA e Ultralite, todos com poderosas tecnologias de sincronização e capacidade para gerir de forma performante volumes de dados que podem atingir milhões de registos traduzidos em bases de dados com centenas de MB  que, inexplicavelmente, não encontram paralelo nas plataformas móveis atuais. Outro exemplo, a que os decisores raramente prestam a atenção devida, enquanto qualquer das plataformas móveis reinantes atualmente, incluindo as da Microsoft, tem um ciclo de vida e suporte que quando existente não passa dos 24 meses, o WEH 6.5 tem garantia de suporte por parte da Microsoft até… 2020!


Apesar de ainda ter alguns argumentos, o WEH 6.5 também apresenta limitações sérias, sendo a principal para muitos a obsolescência da sua plataforma de desenvolvimento, que não conhece nenhum dos desenvolvimentos do .NET posterior à sua versão 3.5 (async, PCL, UI modernas, padrão MVVM, …) e obriga a manter o Visual Studio 2008 instalado.


Aquando do anúncio do Windows Phone 7 em 2010, aventou-se a possibilidade de surgir uma nova versão do Windows Embedded Handheld baseada na nova plataforma de consumo, o que nunca se concretizou, e que foi sendo adiado até ao anúncio no início deste ano do Windows Embedded 8 Handheld (WE8H) num evento em Nova Iorque, onde fabricantes como a Motorola, a Intermec, a coreana Bluebird e a Ingenico – conhecida pelos seus terminais de pagamento, alguns baseados em Windows CE – se juntaram a esse anúncio da Microsoft. O WE8H é uma plataforma para equipamentos profissionais baseada em Windows Phone 8, com tudo o que isso traz de positivo, nomeadamente em termos da experiência de desenvolvimento que parte das ferramentas associadas ao Windows Phone 8, que acrescenta funcionalidades requeridas pelas empresas, como o lock down dos equipamentos às aplicações permitidas e a gestão centralizada de equipamentos por ferramentas da Microsoft ou de terceiros, a leitura ótica de códigos de barras com leitores dedicados, e baterias e robustez superiores aos dos equipamentos de consumo. O SDK do WE8H expõe de forma standard o acesso às funcionaidades expostas pelo mesmo, o que significa que podemos fazer uma aplicação que dependa da leitura ótica e que corre em qualquer equipamento WE8H independentemente do seu fabricante, o que não acontecia até aqui.


Enquanto se aguarda o lançamento de equipamentos baseados no novo sistema operativo no 2º trimestre de 2014, a Microsoft acaba de libertar alguns recursos que permitem desde já tomar contato com o WE8H:


  • Anúncio da disponibilização do WE8H aos fabricantes
  • SDK que expõe as funcionalidades extra em relação ao SDK do Windows Phone 8
  • Emulador que permite simular a leitura ótica, além dos simuladores do Windows Phone 8
  • Página na MSDN dedicada ao WE8H

Antecipando aquela que pode ser a primeira questão que quem já desenvolveu para a .NET Compact Framework pode ter, não há nenhuma caminho de migração de aplicações desenvolvidas para .NET CF para o modelo de desenvolvimento do Windows Phone 8/WE8H, embora dependendo da forma como as aplicações estejam estruturadas se possa reutilizar e/ou partilhar código entre elas. A ter em conta que o modelo de UI é completamente diferente e que não há motores de base dados “a sério” para a nova plataforma, embora existam diferentes propostas “no sql” para armazenamento local, como o SiaQoDb, SQlLite, Lex.DB, entre outras.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>