Novos controles para WPF

Uma das críticas mais ouvidas sobre o WPF é a falta de alguns controles, como a Grid, o DateTimePicker, entre outros. Pouco a pouco, a Microsoft está lançando estes controles. Você pode baixar o código fonte da Grid e do DateTimePicker no CodePlex em http://www.codeplex.com/wpf/Release/ProjectReleases.aspx?ReleaseId=15598


Se quiser, pode baixar também o Ribbon para WPF. Para isso, você deve it para o site de licenciamento do Office, aceitar a licença do Office UI e baixar o código fonte. Os passos para isso estão em http://www.codeplex.com/wpf/Wiki/View.aspx?title=WPF%20Ribbon%20Preview


Mas isto não é tudo, porque aí vem mais. Dêem uma olhada em http://www.codeplex.com/wpf/Wiki/View.aspx?title=Futures%20Roadmap&referringTitle=Home


 

Novos controles para Silverlight

O Silverlight vem ganhando grande atenção e a caixa de ferramentas disponível ao desenvolvedor também cresceu: se você quer novos controles, como treeview, gráficos ou mesmo uma caixa de edição com autocomplete, você pode baixar o Silverlight toolkt em http://www.codeplex.com/Silverlight


Alem dos vários controles disponíveis, o toolkit vem com diversos temas que podem ser usados em suas aplicações. Vale a pena dar uma olhada!

Webcast sobre criação de aplicações WPF com Visual Studio e Blend

Na quinta feira, dia 30/10/2008, às 12:00, estarei apresentando um novo webcast no MSDN, sobre desenvolvimento de aplicações WPF com o Visual Studio e o Blend. Este webcast vai mostrar a interação entre designers e desenvolvedores, com a finalidade de criar uma bonita aplicação em WPF. Vale apena assistir. O link para inscrição é https://msevents.microsoft.com/CUI/WebCastEventDetails.aspx?EventID=1032392194&EventCategory=4&culture=pt-BR&CountryCode=BR


 

TechEd Brasil 2008 – Dia 3

Finalmente, chegamos ao último dia do Teched 2008. Neste dia, assisti às palestras do Renato Haddad (Cinco Inovações em Smart Clients no Microsoft .NET Framework 3.5), uma palestra onde foram mostradas novas tecnologias introduzidas no Framework 3.5 e que podem ter passado despercebidas com a introdução do Linq. Fiquei muito bem impressionado com o ADO.NET Sync Services, onde você pode sincronizar uma base de dados Sql Server CE com com o banco de dados com poucas linhas de código. Aliás, esta palestra serviu para mostrar alguns dos segredos mais bem guardados da Microsoft – tecnologias excelentes, mas que não tem muita divulgação:


  • ADO.NET Sync Services – para sincronização entre bases de dados móveis e a principal. Aliás, você sabia que pode usar o SqlServer CE para guardar dados de aplicações Desktop? Basta distribuir um arquivo e uma dll e você passa a ter uma excelente opção de persistência de dados, inclusive com a possibilidade de usar LINQ
  • Serviços de Clientes de Aplicações – permite usar a autenticação Web em aplicações WinForms, excelente para quem tem um ambiente de aplicações heterogêneo e quer manter um sistema de autenticação único
  • VSTO v3.0 – Você sabia que pode integrar suas aplicações com as aplicações Office? Seus usuários podem usar suas bases de dados dentro do Word, Excel, Outlook e o modo de programação é o mesmo de uma aplicação WinForms
  • Windows Forms e WPF Interop – Permite colocar controles WPF em aplicações WinForms e vice-versa
  • Managed AddIn Framework – Framework para criar Add-ins desacoplados, com isolamento da aplicação, descoberta dinâmica, carregamento e descarregamento dinâmico

Em seguida, assisti à palestra do Marcelo Azuma, sobre o WPF Composite Framework, um assunto que me interessa diretamente, pois este é um framework para criação de aplicações modulares com WPF. Mais detalhes em http://www.codeplex.com/CompositeWPF.


Agora, meus comentários sobre o TechEd: sem dúvida, esta é uma excelente oportunidade para saber o que está acontecendo na tecnologia Microsoft – as palestras tem um excelente nível técnico, mostram as tecnologias mais recentes e o que ainda está por vir. As palestras deram novas idéias para meus velhos problemas e tenho novas abordagens para poder testar – minha lista do “a fazer” cresceu consideravelmente :-).


Além disso, é uma excelente oportunidade para rever os amigos (em muitos casos, vejo-os apenas nestas oportunidades) e fazer novos. Para quem tem algum problema, é uma excelente oportunidade para conversar com os melhores especialistas da área e encontrar uma solução. Neste ponto, acredito que o Ask the Experts seja o ponto alto da conferência. É uma pena que os participantes não tenham visto da mesma maneira e não aproveitaram esta oportunidade. Com certeza, só isso vale o ingresso no TechEd.


Como nem tudo é perfeito, vão aí algumas sugestões de logística para os organizadores da próxima conferência:


  • mais e maiores banheiros (quem viu a fila para o banheiro no intervalo sabe o que estou dizendo :-))
  • a idéia da “Lunch session” foi boa, mas mal implementada. Acredito que, na hora do almoço, haja dois tipos de atendentes: aquele que quer almoçar tranquilamente e conversar com os amigos e o que está faminto de conhecimento (sem trocadilhos :-)). Para o primeiro, mesas para almoçar tranquilamente. Para o segundo, “lunch box” com sanduíche e sobremesa, que serão levados para a sala. Um mix das duas abordagens, embora mais difícil de aplicar, seria a ideal
  • Posters na entrada das salas dizendo as palestras do dia naquela sala: a única indicação das palestras era o roteiro distribuído no kit, visível apenas com microscópios eletrônicos)

Aos atendentes, recomendo apenas usar o Ask the Experts. Todos os experts que estavam lá estavam mais que dispostos a responder perguntas, faltou apenas quem as perguntasse. Após 1 hora, havia na sala apenas camisas verdes (os experts estavam vestidos com camisas verdes, não há nenhuma conotação política aqui :-)).


Em resumo, é isso aí. Acho que o evento valeu a pena e espero estar presente no próximo, para reencontrar os amigos e ver o que a Microsoft nos reserva para o futuro. Até lá!


 


 

TechEd Brasil 2008 – Dia 2

O segundo diado TechEd foi um dia mais técnico, onde a agitação do keynote já não se fez sentir e os temas foram bastante técnicos. Paralelo a ele, o lançamento do RTM (release to manufacturing – um termo que vem do tempo em que os discos da versão final deveriam ser manufaturados, o que não acontece num produto que é baixado online) do Silverlight 2.0 foi bastante comentado. Veja mais detalhes no blog do Scott Guthrie e no site do Silverlight.


Quanto às palestras, pude assistir à palestra de criação de “N” camadas com Entity Framework e WCF, uma ótima introdução ao Entity Framework, combinada com a apresentação da arquitetura multi camadas usando o WCF (Windows Communication Foudation). Combinando-se estas tecnologias, pode-se fazer aplicações onde o acomplamento entre as camadas é feito de maneira a facilitar a manutenção e a eventual substituição de uma delas (quando, por exemplo, queremos mudar a interface de usuário, trocando a interface de Windows Forms para Web). Veja mais informações aqui.


Em seguida, assisti à palestra do Rogério Carvalho, sobre Linq to SQL. Esta foi uma palestra com conteúdo um pouco mais avançado, onde ele mostrou como é feito o mapeamento entre as classes e o banco de dados, mapeando duas tabelas “no braço”, manualmente, sem usar o designer. Depois, ele mostrou alguns conceitos, como transações e concorrência. Sem dúvida, uma palestra indispensável para quem quer conhecer um pouco mais sobre o Linq to Sql e, entendendo o que está por trás, fazer melhor uso da tecnologia.


Finalmente, assisti à palestra do Renato Haddad sobre dicas e truques do Visual Studio. Nunca é demais assistir a estas palestras: o Visual Studio é tão extenso que você sempre encontra uma dica boa que permite aumentar sua produtividade.


A última palestra do dia foi a minha, sobre Criação de aplicações de visualização com WPF. Nela mostrei como usar data binding com classes e coleções (inclusive fazendo pesquisa de arquivos com Linq e colocando a pesquisa do Windows Vista – Desktop Search – nas suas aplicações), mostrando como customizar as listas para a apresentação dos dados. Aguarde mais detalhes em posts futuros.


Após a sessão fui para o Ask the Experts, onde os experts nos diversos assuntos estavam lá para responder às perguntas e dúvidas. Acho esta uma excelente iniciativa, onde pode-se perguntar duvidas sobre uma variedade de problemas e ter elas respondidas pelos especialistas no assunto. Muitas vezes, o ingresso do Teched pode compensar apenas por essa sessão.


Vamos agora para o terceiro e último dia do TechEd, onde teremos uma série de apresentações sobre aplicações ricas. Até lá.   

TechEd Brasil 2008 – Dia 1

Hoje tivemos o primeiro dia do TechEd Brasil. Logo cedo, a fila do credenciamento estava cheia, estão sendo esperadas mais de duas mil pessoas no Transamerica Expo, local do evento. São 7 salas simultâneas, com 17 sessões e um keynote nos três dias de evento.

Começamos com o Keynote do CEO da Microsoft, Steve Ballmer (veja um resumo do encontro que tivemos um pouco antes aqui). Ele começa sua apresentação dizendo: “se você pensa que estamos indo rápido demais, isto é só o começo: a velocidade vai aumentar” e “queremos dar mais valor de IT a um custo baixo”.

Em seguida, ele falou das tendências da indústria:

  • Virtualização
  • Interoperabilidade e segurança
  • Software + Serviços
  • Experiência rica do usuário 


 

Na parte de Virtualização, ele falou de virtualização de Windows e Linux, Gerenciamento de máquinas ESX e custo a 1/3 do VMWare. Em seguida,o Danilo Bordini fez uma apresentação do sistema Hyper-V, presente nos servidores Windows 2008 – realmente impressionante, gerenciando múltiplas máquinas físicas hosteando diversos servidores virtuais.

 

Em Interoperabilidade, falou sobre conexões abertas, portabilidade de dados, suporte a padrões e acoplamento aberto.

 

Em Software+serviços, falou que o software está evoluindo e a tendência é software+serviços, onde teremos software com interface rica falando com serviços. Nanuvem teremos os recursos computacionais, de armazenamento, gerenciamento enquanto que na parte de desenvolvimento teremos win32 mais .net, falando com Silverlight e WPF e Javascript. O Deployment das aplicações será feita no sistema “Click to run” (você já ouviu falar de ClickOnce?), e a experiência do usuário será valorizada, em PCs, Telefones, Múltiplas máquinas e UI natural. Na Web, a Web 2.0 com redes sociais e colaboração.

 

Quanto à experiência rica do usuário, a integração Designer com o desenvolvedor será fundamental e a experiência será sentida de maneira semelhante no Browser e no Windows, privilegiando as interfaces de design de user Experience, modelos de programação comum entre as interfaces e ferramentas de desenvolvimento integradas. Finalmente, mostraram a aplicação de aluguel e compra de filmes online da livraria Saraiva, em WPF. Um software muito bonito e interessante, usando WPFWCF integrados de maneira muito legal. O pessoal da Saraiva está de  parabéns.

 

Na área de encontro, pude encontrar diversos amigos que não via há muito tempo, o salão estava realmente cheio. Entre um bate papo e outro pude assistir à palestra do Rafael Godinho, sobre novidades do .net Framework 3.5 – aqui vale a pena ressaltar o Entity Framework, o Ado.Net data Services (“Astoria“), realmente muito bom, e o Asp.Net MVC – este ainda está em beta, mas promete. Outra palestra que assisti foi a do Alfred Myers.sobre novidades do C# 3.0. Aqui vale a pena dar uma olhada nestas novidades, pois facilitam o desenvolvimento com o VS 2008.

 

Hoje vou dar minha palestra de WPF, se você não conhece, venha ver à 17:30. As palestras estão com um nível bom e, se você não veio, fique ligado para não perder o evento do ano que vem!

 

Encontro com Steve Ballmer

Hoje tive o prazer de ter sido convidado para um encontro com Steve Ballmer (as fotos vem depois) e foi muito interessante.


Assim que ele chegou, muito simpático, fez questão de cumprimentar todos que estavam presentes no evento, um a um. Esperavamos uma mensagem dele, mas ele falou que a mensagem estaria no Keynote que iria fazer em seguida e disparou: façam suas perguntas. O grupo tinha preparado perguntas sobre desenvolvimento e IT e então começamos:


- Quais as top 3 tecnologias de desenvolvimento?


  • Cloud computing – no PDC haverá anúncios sobre isso
  • Continuum Win32/.Net/JavaScript – Escalar tudo em um modelo de programação
  • Aplicações extensíveis – Office, Sharepoint, Live

- Há a possibilidade de criar uma célula de pesquisa e desenvolvimento da Microsoft no Brasil?


Sim, é possível, a Microsoft comprou uma empresa no Rio (Fast) e isso, eventualmente, poderia ser o início de um centro de pesquisas e desenvolvimento no Brasil


- Qual a visão da Microsoft sobre as ferramentas ALM?


A Microsoft está investindo muito em ferramentas ALM. Há muito trabalho e muito interesse, mas quero também manter versões de baixo custo de ferramentas sofisticadas para que o uso se espalhe.


- Qual a sua expectativa sobre o Windows 7?


Quero que ele tenha 3 coisas:


  • Compatível com o Vista
  • Disponível na hora certa
  • Release que cause satisfação, com as melhorias, com a performance e com a interface do usuário 

- Como você vê o PHP para Windows?


Quero que Windows seja a melhor plataforma para rodar PHP, mas não quero que PHP seja uma tecnologia Microsoft


Após agradecermos pelo encontro, saímos com ótima impressão: além de ser bastante simpático, não fugiu de nenhuma pergunta e mostrou conhecer bem os detalhes da organização. Para nós, foi realmente um prazer conversar com ele, esperamos que volte breve ao Brasil!